NOTA DE REPÚDIO: Demolição da residência do arquiteto César Dorfman – Porto Alegre (RS)

O Docomomo Brasil repudia a demolição de uma importante e representativa obra da arquitetura moderna de Porto Alegre: a Casa da Paulino Teixeira (1971), ex-residência do arquiteto Cesar Dorfman.

“Assim, a Arquitetura Moderna Brasileira no Sul, erudita, pouco valorizada pela opinião pública e muitas vezes pelos próprios arquitetos se esvai progressivamente” (Docomomo Sul/ Facebook).

Sobre o projeto da residência, a arquiteta e urbanista Daniela Biasuz Trevisan (2017) em artigo intitulado “Casas Brutalistas em Porto Alegre”, salienta que:

“Utiliza o avantajado desnível do terreno para o desenvolvimento da residência. É dividida três pavimentos: o térreo, intermediário e inferior. O acesso social e de serviços é feito pela mesma entrada no térreo – através do abrigo de veículos –, que apresenta a cozinha e lavanderia, um lavabo e uma grande área com sala de jantar e estar compostas por lareira – com permeabilidade visual para os andares inferiores: por um lado a visual do canto de estudos e jardim interno, por outro o pátio dos fundos através de cobogós da varanda. O pavimento intermediário é exclusivamente de uso intimo, apresenta três dormitórios com varanda, sendo um dos quartos uma suíte, um ambiente de estudo voltado para o jardim interno, que também se conecta a uma área coberta e a sala de música. O pavimento inferior, apresenta uma grande área coberta que se liga ao pátio dos fundos, além do dormitório de empregada e um depósito. A cobertura do jardim interno é feita por um prolongamento de vigas de concreto da cobertura até o passeio. A casa foi projetada com estrutura em concreto armado aparente e fechamentos em vidro. Mobiliários foram feitos a partir da construção, tais como a mesa de jantar, mesa de estudo e armários embutidos.”

Reiteramos nosso compromisso em continuar lutando pela preservação de tantos outros patrimônios ameaçados no Brasil. Contamos com o apoio de tod@s, para que nossa luta seja fortalecida e possamos evitar que tais episódios continuem sendo presenciados em nossas cidades.

Referências:

TREVISAN, A. Casas Brutalistas em Porto Alegre. In: XIII Semana de Extensão, Pesquisa e Pós-Graduação – SEPesq Centro Universitário Ritter dos Reis, 2017.

XAVIER, A.; MIZOGUICHI, I. Arquitetura Moderna em Porto Alegre. São Paulo: Pini, 1987.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.