MANIFESTO CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA ANTIGA SEDE DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO NO RIO DE JANEIRO

MANIFESTO AGAINST THE PRIVATIZATION OF THE OLD HEADQUARTERS

OF THE BRAZILIAN MINISTRY OF EDUCATION IN RIO DE JANEIRO

Via the Ministry of Economy and the Ministry of Labor and Welfare, the Bolsonaro Government wants to privatize a group of properties belonging to the Union. The “star of the auction” is the Palacio Capanema, which was headquarters of the Ministry of Education until the capital was transferred to Brasília. An initiative of Gustavo Capanema, Minister of Education of the Vargas Government, it is remarkable for its aesthetic, technical, landscape and urban innovations. A landmark of modern architecture in Brazil and in the world, it is an internationally recognized masterpiece of 20th century art.

Continue lendo “MANIFESTO CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA ANTIGA SEDE DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO NO RIO DE JANEIRO”

Salve o Hospital Octávio Mangabeira!

Salve o Hospital Octávio Mangabeira!
Ex-Sanatório do Hospital Santa Terezinha, Bahia, Brasil, 1937-1942.

A Docomomo Internacional tomou conhecimento pela Docomomo Brasil que o Hospital Octávio Mangabeira (HEOM) corre grande risco de se perder, devido ao projeto de reforma proposto pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia   ), que lidera ao dano irreversível de valor cultural a elementos desse patrimônio da saúde desenvolvido na Bahia no início da década de 1940: o antigo Hospital Sanatório Santa Terezinha, ícone da arquitetura antituberculose baiana e um dos grandes projetos responsáveis ​​pela consolidação da Arquitetura Moderna no Estado.

“O antigo Hospital Santa Terezinha, hoje HEOM, começou a ser construído em 1937 e foi inaugurado em 1942, com a intenção de abrigar um sanatório para pacientes com tuberculose em Salvador. Com uma volumetria original muito nítida, desenvolvida a partir de um bloco horizontal com extremidades curvas aos quais se ligam três blocos prismáticos, rodeados por solários contínuos e lineares que reforçam a sua horizontalidade, foi construída de forma a favorecer, tanto quanto possível, a ventilação natural e luz solar que na época era entendida como um elemento importante no tratamento da tuberculose, tendo sido uma importante ferramenta no combate à doença na Bahia e emblemática na implantação da arquitetura moderna na cidade. Atualmente, continua a cuidar de pacientes com tuberculose e outras doenças pulmonares,

Sua relevância como representante do estabelecimento da arquitetura moderna em Salvador pode ser demonstrada pelo fato de que, logo após sua inauguração, o Hospital Santa Terezinha foi um dos dois edifícios selecionados para representar a Bahia na exposição e respectivo catálogo Brazil Build: Architecture new e antigo, feito pelo Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova York, publicado em 1943. ”

Tombado como Patrimônio Cultural desde 2019 no Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia e após um grande esforço do Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento da Bahia para sua proteção, “em 30 de junho de 2021, a SESAB divulgou na imprensa que transferiria pacientes com tuberculose para “unidades de longa permanência” e os pacientes com TB e HIV / AIDS que precisassem de internação seriam transferidos para o Instituto Couto Maia. Profissionais de saúde, médicos e colaboradores, pacientes hospitalares, reconhecem o seu valor cultural e procuram várias formas possíveis de prevenir este dano a este património cultural e do desmantelamento da conceituada rede de cuidados às doenças respiratórias que esta unidade hospitalar representa no Sistema Único de Saúde (SUS).

Além disso, as entidades de saúde também entraram com petição junto ao Ministério Público de Saúde do Ministério Público e à Defensoria Pública do Estado da Bahia. Além da questão do patrimônio cultural, é possível perceber claramente nas notícias a mudança no perfil de atendimento e o rompimento da rede antituberculose no estado da Bahia, o que é preocupante, considerando que a tuberculose não foi erradicada e no Brasil, De acordo com a Organização Mundial (OMS), está entre os trinta países com alta carga de TB entre 2019 e 2020.

Texto na íntegra: https://www.docomomo.com/heritage/save-hospital-octavio-mangabeira

Inscrições abertas para o processo seletivo do 2° semestre de 2021 – Mestrado na FAU MACKENZIE/SP

Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo com conceito 6 na CAPES.

As Inscrições estarão abertas até o dia 28 de julho de 2021, para nove vagas do curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Inscreva-se em:

https://www3.mackenzie.br/posGraduacao/inscricao/20212/91/?fbclid=IwAR1ZlIgVgbMlM050R6D2WOEkR8PgEgTco8iSM7I8_M8vky85Z80M9KZMICw

Consulte as linhas de pesquisa no link abaixo:

https://www.mackenzie.br/pos-graduacao/mestrado-doutorado/sao-paulo-higienopolis/arquitetura-e-urbanismo/areas-de-concentracao-e-linhas-de-pesquisa/?fbclid=IwAR057ye7mwqM3K1inKRn152lJdmIug1WcBaAROeMd4O1jKJrrbsdIzOLeiA

 

 

Processo seletivo: 2º semestre de 2021 referente aos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu da Universidade São Judas Tadeu

Divulgamos o Processo seletivo para o 2º semestre de 2021 referente aos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu da UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU, em São Paulo, Unidade Mooca, no curso de Mestrado Acadêmico em ARQUITETURA e URBANISMO, aberto até o dia 26/07/2021 (edital anexo). Destacamos que o Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade São Judas Tadeu conta com uma linha de pesquisa que se preocupa pelas questões patrimoniais da arquitetura e do urbanismo.

Atenciosamente,

Núcleo Docomomo São Paulo

Paulo Mendes da Rocha receberá a Medalha de Ouro 2021 da União Internacional do Arquitetos (UIA)

Foi anunciada ontem (04/05) a decisão do júri que concederá a Medalha de Ouro 2021 da UIA ao arquiteto Paulo Mendes da Rocha. A entrega oficial será realizada durante o Congresso Mundial de Arquitetos em julho deste ano.

O júri “apreciou o trabalho único de Mendes da Rocha como o de um ousado iconoclasta cujo trabalho levou a arquitetura a novos patamares de virtuosismo técnico. Seu trabalho também incorpora fortes elementos pessoais e sociais de integridade, refletidos em sua habilidade de transcender fronteiras enquanto mantém um senso fundamental de lugar conectado à sua terra natal e cultura (…) as conquistas de Paulo Mendes da Rocha, ao longo de sete décadas, ilustram claramente um compromisso que valoriza a arquitetura como gesto público”.

Paulo Mendes da Rocha, aos 92 anos, é um dos grandes nomes da arquitetura moderna paulista, reconhecido internacionalmente por sua trajetória que discute a visão social do espaço. Um dos primeiros trabalhos do arquiteto foi o projeto vencedor do concurso para o Ginásio do Clube Atlético Paulistano, realizado em 1957 com autoria conjunta de João de Gennaro, localizado em São Paulo – SP. Esta obra foi tombada pelo CONPRESP em 2004.

O Museu Brasileiro de Escultura (MuBE) é mais uma das obras reverenciadas do arquiteto. Tombado pelo CONDEPHAAT em 1986 e pelo CONPRESP em 2018, o edifício em concreto aparente parece interiorizado entre planos, uma complexa relação que se combina com o espaço urbano.

Além da medalha que receberá este ano, Mendes da Rocha já foi premiado em 2006 com o Prêmio Pritzker, em 2000 com o Prêmio Mies van der Rohe de Arquitetura Latino-americana, em 2016 ganhou o Leão de Ouro da Bienal de Veneza e o Imperiale Praemium (Prêmio Mundial de Cultura em Memória de Sua Alteza Imperial o Príncipe Takamatsu do Japão) e em 2017 a Medalha de Ouro Real do Royal Institute of British Architects (RIBA).

Texto: Jasmine Silva

Fonte: UIA 2021 Rio www.uia2021rio.archi

Núcleo Docomomo São Paulo

“Revisões e Ampliações da Arquitetura e do Urbanismo Modernos no Brasil

Divulgamos para quem tiver interesse os livros da coleção “Revisões e Ampliações da Arquitetura e do Urbanismo Modernos no Brasil”. Composta de um total de 25 textos organizados em dois volumes, este conjunto de trabalhos constituem-se em uma seleção das contribuições de pesquisadores de todo o Brasil e da América Latina elaboradas para o 13º Seminário Docomomo_Brasil, realizado na Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia entre os dias 7 a 10 de outubro de 2019 e organizado pelo Docomomo_Brasil Núcleo Ba.Se.

Mais informações sobre o conteúdo dos livros, podem ser encontradas no link abaixo:

Aproveitamos também para divulgar a publicação do livro “El Brasil y el movimiento moderno en América Latina. Circulación de ideas, aproximaciones y críticas” que explora e evidencia as relações, influências, impactos e críticas ao Brasil entendidos em perspectiva latino-americana e através de casos nacionais ou específicos. Ou seja, interessa-nos ampliar e discutir como a produção arquitetônica e urbanística brasileira foi vista e percebida pelos profissionais dos países latino-americanos, além de identificar as formas de circulação, as redes profissionais estabelecidas e as reverberações locais dessa produção.
Mais informações sobre o conteúdo do livro pode ser encontradas no link a seguir:
A compra de exemplares pode ser realizada através do e-mail: lab20ufba@gmail.com

Nota sobre o incêndio no edifício Jorge Machado Moreira (FAU-UFRJ)

No dia 20 de abril de 2021, o edifício Jorge Machado Moreira, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro sobreu um incêndio parcial, no qual foi destruída a parte administrativa e partes das instalações do Núcleo de Pesquisa e Documentação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (NPD/FAU-UFRJ), afetando os documentos que compõem seu acervo.

Agradeço imensamente vossa manifestação, em nome da Coordenação Nacional do Docomomo Brasil.

Estamos atentos à situação do Edifício Jorge Machado Moreira. A vice-coordenação do Docomomo Brasil está situada no PROURB, localizado no edifício.
Eu mesmo estava no prédio na hora do incêndio, pois participava de um concurso de professor pela Escola de Belas Artes, no terceiro andar. Tivemos que sair às pressas, escoltados pelos bombeiros, e transferir o concurso para o prédio das Letras. Depois veio a preocupação com a situação do NPD. No início da tarde soubemos que os acervos estavam preservados. Sabemos o quanto é frágil a situação do edifício. Muito já se tentou chamar a atenção de sua conservação e para o perigo de suas instalações. Mas, também sabemos o quão ainda mais frágil tem sido a situação de nossas universidades, sobretudo neste governo, que corta recursos para a Educação. Continuaremos a lutar por este e outros edifícios representativos do Movimento Moderno. É nosso dever.
Aproveito para informar que as carteirinhas dos membros filiados 2021 chegaram de Portugal e que em breve serão distribuídas.
Um grande abraço a todos,
Renato Gama-Rosa
Coordenador Docomomo Brasil

A IMAGEM DA JUSTIÇA NO FÓRUM DE CUIABÁ

Figura 1- Vista do Fórum de Cuiabá

Foto: R. Castor, 2021.

Ricardo Silveira Castor[1]

José Afonso Botura Portocarrero[2]

NAMA – Núcleo Arquitetura Moderna na Amazônia[3]

Surpreende, negativamente, a reforma que emparedou o Fórum de Cuiabá, com seus altos muros decorados com aparato de luzes que se vê à noite. O edifício – cujos semelhantes são chamados de Palácio da Justiça no Brasil –, assume a aparência de um shopping center ou de casa de diversões noturnas, pelo colorido que mais o aproxima ao cenário de Las Vegas que de um centro cívico como o CPA – Centro Político-Administrativo do Mato Grosso.

Edifícios do judiciário são monumentos que representam um dos poderes da democracia. Os arquitetos, ao longo da história, procuraram atribuir importância e caráter próprios a esses prédios, coerentes com o espírito, a personalidade, a moral e a ética, o tempo e o lugar, simbolizando na paisagem urbana o que se processa em seu interior.

Uma pessoa, ao examinar Palácios da Justiça, constatará que predomina a sobriedade – que não se confunde com monumentalidade –, qualquer seja o porte da sede do judiciário. No passado, era usual que fóruns fossem desenhados com expressão dórica, um estilo despojado da Grécia antiga, firmado na Arquitetura como um cânone.

Assim como os cânones jurídicos se modificam com o tempo, acompanhando o fluxo da vida, das sociedades, das culturas, a Arquitetura se renova com os mesmos insumos que acionam a modernização das leis – e, muitas vezes, premonitoriamente.

O Fórum de Cuiabá foi projetado por uma equipe liderada pelo arquiteto Marcelo Suzuki, Professor da Universidade de São Paulo que, com colegas da Engenharia da USP, desenvolveram uma obra pioneira nos campos da Arquitetura e da Engenhara, em seus aspectos funcionais, estruturais e bioclimáticos.

Diferentemente da anacrônica ideia de que Palácios de Justiça são edifícios suntuosos, com acabamentos nobres e caros, ostentações que remotamente justificavam um espaço interior chamado “salão dos passos perdidos”, para afligir seus usuários, o Fórum de Cuiabá foi pensado como um espaço aberto, no qual horizontalidade e permeabilidade são metáforas do acesso ao Direito por todos.

O projeto primava pelo que na Arquitetura se chama de fluidez dos espaços, não só pela liberdade de circulação das pessoas nos ambientes internos e externos, como também pela abertura e integração visual entre o exterior e o interior. No clima cuiabano, as sombras e aragens eram parte da paisagem interna do Fórum, mediante elementos sombreadores nas fachadas e nas coberturas, protetores da inclemência do sol direto e que não impediam a passagem de brisas, contribuindo para refrescar naturalmente o ambiente. Se essas brisas não bastam para oferecer a sensação térmica que autoridades e membros do judiciário julgam como confortáveis para as atividades nos tribunais e salas de trabalho, a ventilação permanente nas áreas abertas diminui a carga dos equipamentos de ar-condicionado nos ambientes climatizados, reduzindo o consumo de energia do edifício como um todo. O arejamento é polissêmico: da justiça, da liberdade de circulação, da sustentabilidade do edifício – valores que a sociedade deveria eleger como prioritários no quadro atual de deterioração do diálogo entre Arquitetura e Natureza, sobretudo em um Estado-chave nesse quesito, como o de Mato Grosso.

Eram os ares que respirava o Fórum de Cuiabá em sua inauguração em 2005, como uma referência da arquitetura do judiciário dos novos tempos, que os recentes muros e vidraças em torno do Fórum passaram a sufocar. Um edifício conceituado para simbolizar a justiça para todos, sintonizado com as tecnologias contemporâneas de eficiência e sustentabilidade, assume agora a cenografia de um centro comercial murado, exuberante na noite como um cassino ou um shopping center. Substitui-se a dignidade arquitetônica original de transparência, luminosidade e sobriedade, por uma pouca condizente aparência de artificialismo e opacidade, mais afeita aos templos do consumo e da diversão. Condição absolutamente não apropriada com a imagem do principal edifício da Justiça do Estado de Mato Grosso.

O prédio do Fórum de Cuiabá ganhou o Prêmio Rino Levi na 17ª Premiação Anual do Instituto de Arquitetos do Brasil/Departamento São Paulo, de 2006, na principal categoria de obra construída. É mencionado como caso de sustentabilidade na página da ONG Green Nation <http://s3.amazonaws.com/gnfest/documents/arquivos/203/original_forumCuiaba.pdf>. Foi analisado na tese de doutoramento de Ricardo Silveira Castor, defendida na Universidade e São Paulo. Trata-se de uma obra de reconhecida vocação, importância e responsabilidade social e ambiental em sua nascença, no campo profissional e ambiental. A alteração no projeto original do Fórum de Cuiabá consternou o NAMA, como um retrocesso pela destruição de um patrimônio cultural mato-grossense.

[1] Arquiteto, Professor da Universidade Federal do Mato Grosso, Doutor pela Universidade de São Paulo.

[2] Arquiteto, Professor da Universidade Federal do Mato Grosso, Doutor pela Universidade de São Paulo. Autor do projeto duplamente premiado no Breeam Awards concedido em Londres, como melhor edifício sustentável nas Américas em 2018, pelo prédio do Centro Sebrae de Sustentabilidade de Cuiabá.

[3] NAMA – Núcleo Arquitetura Moderna na Amazônia, é um coletivo temático que reúne arquitetos, pesquisadores e artistas interessados na documentação e preservação da modernidade na Amazônia Legal, sediado na UFAM – Universidade Federal do Amazonas.

Nota de Falecimento: Professor Flávio Villaça

É com pesar que lançamos essa manifestação em razão do falecimento do arquiteto, urbanista e professor Flávio Villaça, ocorrido na segunda-feira, dia 29 de março de 2021, em São Paulo, aos 91 anos de idade.

Referência fundamental à análise da produção dos espaços urbanos, deixa um legado incomensurável, em sua atuação como docente na FAU USP, na Secretaria Municipal de Planejamento de São Paulo e como consultor em planejamento urbano em diversos órgãos públicos. Sua produção teórica,  dentre as quais se destacam “O que todo cidadão precisa saber sobre habitação” (1986), “Espaço intra-urbano no Brasil” (1998), “As ilusões do Plano Diretor” (2005) e “Reflexões sobre as cidades brasileiras” (2012), constituem referência obrigatória para aqueles que querem compreender a segregação sociourbana, característica perversa de nossa urbanização. Sempre disposto ao diálogo com colegas e estudantes, suas palestras eram verdadeiros eventos de engajamento em prol do compromisso do  social que deveria mover os arquitetos urbanistas.

“Sempre marcada por constante inquietação intelectual, a trajetória deste pesquisador nato, especialmente voltado ao tema do espaço urbano, está vinculada tanto a suas práticas profissionais quanto a sua trajetória acadêmica, antes mesmo de seu ingresso como docente na Universidade de São Paulo” – assim Sérgio Luis Abrahão e Silva Maria Zioni sintetizaram o curriculum de Flávio Villaça no artigo “Uma trajetória dedicada ao planejamento urbano brasileiro”, publicado no portal Vitruvius em 21 de novembro de 2020.
O Núcleo Docomomo Brasil manifesta seus pêsames à todos os familiares e amigos do querido e grande Professor Flávio Villaça.

SEMANA ABERTA – FRAGILIDADES E DESIGUALDADES do 27º Congresso Mundial de Arquitetos

SEMANA ABERTA – FRAGILIDADES E DESIGUALDADES do 27º Congresso Mundial de Arquitetos, que abordará o primeiro eixo temático – FRAGILIDADES E DESIGUALDADES.

Data: 22 a 25 de março

A Semana é 100% ONLINE, GRATUITA e GLOBAL e reúne especialistas nacionais e internacionais em debates sobre os temas: Arquitetura da Inclusão Social; O que é mesmo periferia? e Arquitetura na Favela.

Garanta sua inscrição através do link: https://aberto.uia2021rio.archi/

ARQUITETURAS DO SOL. RESGATE DA MODERNIDADE NO NORDESTE BRASILEIRO

DADOS SOBRE O LIVRO

ARQUITETURAS DO SOL. RESGATE DA MODERNIDADE NO NORDESTE BRASILEIRO

Autoria_ Dra. Alcilia Afonso

Arte e diagramação_ Ivanilson Pereira

Número de páginas_ 410

Formato_ 21 cm x 21 cm, com capa em papel cartão triplex 300g com laminação fosca, lombada cor preta 1 x 0; com letras em verniz em relevo e plastificado;  miolo com 410 páginas em papel couchet fosco – cor 4 x4, com  115g;

SOBRE A OBRA

O título “Arquiteturas do sol”  foi utilizado como uma referência minha à uma matéria escrita na revista francesa L’architecture D’Aujourd’hui nos anos 50, que tratava sobre este tema, divulgando parte da arquitetura moderna brasileira produzida naqueles anos e que chamava a atenção dos leitores para as soluções climáticas empregadas pelos arquitetos frente aos condicionantes geográficos do país.

Desde os anos 90 do século XX, venho atuando no trabalho de documentar e conservar o acervo moderno de alguns estados da região nordeste do Brasil, especificamente nas cidades de Teresina/Piauí, Recife/ Pernambuco, e Campina Grande/ Paraíba- cidades nas quais desenvolvi e desenvolvo trabalhos profissionais e acadêmicos na área de arquitetura, seja produzindo projetos, seja atuando academicamente como docente e pesquisadora em universidades federais como a UFPI, e atualmente, a UFCG.

O subtítulo dado ao livro- “Resgate da modernidade no nordeste brasileiro”- demonstra a procura em contribuir com o processo de documentação, conservação e difusão do acervo que vem correndo riscos graves de serem perdidos, esquecidos. E na busca de tentar contribuir, foram reunidos nessa coletânea, artigos produzidos nos últimos anos, por mim e por alguns colaboradores, como o designer e doutorando Artur Thiago Thamay; o pesquisador e estudante de graduação em arquitetura e urbanismo da UFCG/ Universidade Federal de Campina Grande, Ivanilson Pereira; e a arquiteta e mestranda Marjorie Garcia- meus orientandos da graduação e da pós-graduação, que através de pesquisas, apresentaram resultados na área, desde 2015 até o presente momento.

A proposta do livro é divulgar os resultados de nossas investigações na área de arquitetura moderna no nordeste brasileiro: edificações aqui denominadas de “Arquiteturas do sol”. As obras modernas expostas foram produzidas nas cidades de Teresina/Piauí, Recife/ Pernambuco, e Campina Grande/ Paraíba- cidades nas quais desenvolvemos trabalhos profissionais e acadêmicos na área de arquitetura, seja produzindo projetos, seja atuando academicamente como docente e pesquisadora, orientando investigações arquitetônicas e relacionadas à área.

Um livro que compõe um conjunto documental que possa servir de base para novos voos acadêmicos e profissionais.  Foi dividido em quatro partes: Arquiteturas do sol; Tectônica de modernidade; patrimônio industrial e modernidade e documentação e conservação. Espera-se que os artigos selecionados para cada parte desta coletânea possam contribuir com a continuidade de pesquisas na área, servindo de subsídios para tornar mais robusto o trabalho de documentação, bem como, subsidiar projetos de intervenção para a conservação do acervo moderno nordestino, que vem correndo riscos graves de serem perdidos, esquecidos.

 

ÍNDICE  DO LIVRO

 

APRESENTAÇÃO

 

PARTE 01_ ARQUITETURAS DO SOL

Capítulo 01_ Arquitetura do sol: soluções climáticas produzidas em Recife nos anos 50_ Alcilia Afonso.

Capítulo 02_ O uso do cobogó na arquitetura moderna do nordeste brasileiro como patrimônio tecnológico construtivo_ Alcilia Afonso

Capítulo 03_ A produção arquitetônica moderna dos primeiros discípulos da Escola de Recife_ Alcilia Afonso

Capítulo 04_ Arquitetura brutalista no Piauí nos anos 70_ Alcilia Afonso

Capítulo 05_ Tertuliano Dionísio: A produção do arquiteto em Campina Grande-PB _ Ivanilson Pereira..

 

PARTE 02_ TECTÔNICA DA MODERNIDADE

Capítulo 06_ Arquitetura e estrutura: a obra de Raul Cirne em estádios de futebol do Piauí e da Paraíba nos Anos 70_ Alcilia Afonso

Capítulo 07_ Materialidade e projeto: A poética da construção residencial moderna campinense _ Alcilia Afonso.

Capítulo 08_ O uso dos ladrilhos hidráulicos na arquitetura moderna campinense_ Thiago Thamai e Alcilia Afonso

Capítulo 09_ O uso da argamassa armada em obra campinense: Caic José Joffily_ Ivanilson Pereira e Alcilia Afonso

Capítulo 10_ Análise dos elementos pré-moldados na produção de edifícios universitários da UFCG: Bloco CM. Ivanilson Pereira e Alcilia Afonso.

 

PARTE 03_ PATRIMONIO INDUSTRIAL E MODERNIDADE

Capitulo 11_ Patrimônio ferroviário brasileiro. Reflexão sobre a conservação do acervo arquitetônico e paisagístico no nordeste brasileiro. Os casos de Recife e Campina Grande. Alcilia Afonso

Capítulo 12_ Industrialização e modernidade no bairro da Prata. Campina Grande.Pb. Alcilia Afonso                                                Marjorie Garcia.

Capítulo 13_  Fábrica da Wallig Nordeste S.A. Campina Grande.Paraíba. Alcilia Afonso.

Capítulo 14_ Fábrica da Hering Nordeste. Paulista. Pernambuco. Alcilia Afonso.

Capítulo 15_ Fábrica da Bombril Abreu e Lima. Pernambuco. Alcilia Afonso.

Capítulo 16_Fábrica da Premol S.A. Campina Grande. Paraíba. Alcilia Afonso e Ivanilson Pereira.

 

PARTE 04_ DOCUMENTAÇÃO E CONSERVAÇÃO

Capítulo 17_ O trabalho do grupo de pesquisa arquitetura e lugar: Resgate da documentação da arquitetura moderna no agreste paraibano. Campina Grande. 1950-1980. Alcilia Afonso

Capítulo 18_ Desafios para a preservação da arquitetura moderna no nordeste brasileiro. Alcilia Afonso

Capítulo 19_ Conservar já! Documentar sempre. Patologias da tectônica da modernidade arquitetônica.

Estudo de caso em Campina Grande. PB. Alcilia Afonso

Capítulo 20_ Conservação da dimensão construtiva: análise do CAIC José Jofilly de Campina Grande. PB. Ivanilson Pereira e Alcilia Afonso.

 

DADOS SOBRE A AUTORA

Possui doutorado em Projetos Arquitetônicos pela ETSAB/ UPC na Espanha (2006), convalidado no Brasil pela UFRGS, mestrado em História pela Universidade Federal de Pernambuco / UFPE (2000), sendo especialista em Arte e Cultura Barroca pela UFOP/ MG (1986), em Conservação Urbana pelo CECI/MDU/ UFPE (1998), e graduada em Arquitetura pela Universidade Federal de Pernambuco/ UFPE (1983). Obteve o DEA/ Diploma de Investigadora Europeia em 2004, pela ETSAB/ UPC, tendo experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Projetos arquitetônicos e História da Arquitetura e Urbanismo, atuando, principalmente, nos seguintes temas: projetos arquitetônicos, e patrimônio cultural. Professora visitante durante duas estadias (2010 e 2011), no programa de doutorado em projetos arquitetônicos na ETSAB/ UPC de Barcelona, realizando investigação pós-doutoral sobre “Projetos de habitação econômicos modernos brasileiros” com bolsa da Fundación Carolina, Governo Espanhol. É professora adjunta da Universidade Federal de Campina Grande/ UFCG, Paraíba, onde leciona na graduação de Arquitetura e Urbanismo, e na pós-graduação de Design e História. Coordena o Grupo de pesquisas Arquitetura e Lugar, investigando sobre patrimônio moderno e industrial. Possui catorze livros publicados na área de Arquitetura e Cidade/ Memória produzida no nordeste brasileiro, especificamente, tratando das cidades de Teresina (PI), Recife (PE) e Campina Grande (PB). É membro do ICOMOS Brasil e do DOCOMOMO Brasil.

O livro pode ser encontrado no link:

https://grupodepesquisaarquiteturaelugar.blogspot.com/

 

mockups-design.com

mockups-design.com

mockups-design.com

mockups-design.com

 

 

12° Fórum Mestres e Conselheiros

O Fórum Mestres e Conselheiros é um evento único no Brasil, no qual os militantes e os agentes que formulam e implementam as políticas de patrimônio se encontram com pesquisadores acadêmicos dos diversos programas de pós-graduação em nosso país.

O Fórum Mestres e Conselheiros é um evento único no Brasil, no qual os militantes e os agentes que formulam e implementam as políticas de patrimônio se encontram com pesquisadores acadêmicos dos diversos programas de pós-graduação em nosso país. Este ano, devido à pandemia do covid-19, nosso evento será realizado em maio de 2021.

Reconhecido hoje como referência na discussão da municipalização do patrimônio e da educação patrimonial, este Fórum foi realizado pela primeira vez em 2008, quando era voltado ainda para Minas Gerais, estendendo-se para todo o país a partir de 2009.

Em 2021, o Fórum vai discutir a perspectiva da “ação local” como base para o patrimônio. Hoje sabemos que o patrimônio, antes de ser nacional ou mesmo mundial, acontece na esfera local, e que vão ser também as ações locais as principais responsáveis pela sua preservação. “A comunidade é a melhor guardiã do seu patrimônio”, frase popularizada por Aloísio Magalhães, dialoga muito bem com a máxima contemporânea “Agir localmente, pensar globalmente”.

Em 2021, o Fórum vai discutir a perspectiva da “ação local” como base para o patrimônio. Hoje sabemos que o patrimônio, antes de ser nacional ou mesmo mundial, acontece na esfera local, e que vão ser também as ações locais as principais responsáveis pela sua preservação.

Neste sentido, esta edição dos Mestres e Conselheiros vai tematizar os diversos tipos de ação local que contribuem para a preservação do nosso patrimônio cultural, desde a atuação dos conselhos municipais até a ação corajosa de cidadãos que conseguem manter suas referências culturais, passando pelo envolvimento cívico de ONGs e outros atores.

Para mais informações, acesse o link

https://doity.com.br/12-mestres-e-conselheiros-patrimonio-e-cidade

All Natural Male Enhancement Supplementdhea Usageeverything You Need To Know – Cialis Dosage And Options

All Natural Male Enhancement Supplementdhea Usageeverything You Need To Know – Cialis Dosage And Options

A few sounds male enhancement tea, a dozen pots flew from the sides of the road to the ancestral array of weapons, accompanied by the cracking sound of the smashing, the thick pungent white smoke escaped, the clan suddenly coughed again and again, the nose and tears All of them, throwing the weapon in their hands and holding their heads up. How to make sex better for men The black clothes guards seized the four corners early, and came out one down, one skilled and beautiful, obviously not the first time to do this kind of thing.The remaining 30 of the sects still dared to hesitate, rushed to the table and signed, and stood up honestly, they finally understood that the prince inside, not his own small role can compete.I took the towel handed up by the guards on the side, wiped the sweat from my face, and asked, How are you gathered Hearing what he meant, he did not know anything about what happened outside.Fortunately, Qin Lei did not let him answer, but continued to ask What happened to those children How can they not come back Shi Yong still can t answer this question.
This determination is to leave the Boss cialis time to start working, and he even secretly gathered the power of the 12 year old land, and unfolded a battle against the heroes One side is underestimating the enemy, and one party goes all out, and the balance of victory naturally re tilts Zhu Li looked at those weird paddle boats. U tube penis An equally weird thought rises from the heart Who is the unintentional mind Although he was caught off guard, he experienced too many storms, and soon suppressed the panic in his heart and placed the sharp sight of the eagle on the sandbankside.The second place in the world will be the name of the place, it is not a blow Soon, he was keenly aware of the enemy s weaknesses In fact, that weakness has been there.But when the special mixed chaos appeared, he found himself very wrong We must know that the two countries have not declared war, and they have not reached the point of life and death, but Boss has even sent the last seesaw.Based on this, he concludes Qin Yutian is the most valuable goal Although I don t know the magic power of the young prince, but in the preciousness of all the enemies, we must break the ground principle.
For the cold sound of the celestial snake men sexual, the Skyfire sage is just unheard of, and the space around the body is fluctuating more and more, and under this undulation, the gravel around it is actually trembled fiercely. Do test boosters work I have seen it Everyone in the glaciers listened to the order, and the dragons and mysteries were formed The body quickly took a few steps, and the snake screamed at the glaciers below.drink A burst of low pitched voices, constantly sipping out from the mouth of the glacial disciple, immediately a white chill, sprayed out of their celestial cover, these white chills, and the three glacial elders are the most powerful.Numerous bizarre white chills rose up, and finally gathered in the sky, lingering around the snakes, and at this moment, they were also roaring in their eyes, and the knots in their hands changed rapidly, bringing a dazzling afterimage.Dragon Dragon Xuan Ming, blood sacrifice Zhaolong The snake s nails crossed the fingertips, and the red blood spurted out, immediately into the rich cold, and one of its mouths, an unusually dark blue cold spurt out, and finally with that many cold condenses Together, between the rapid creeps, a huge ice cold dragon with a hundred feet is slowly appearing above the sky.
After the two got on the bus erectile dysfunction prescription drugs, the Prince s girl threw out a message that was not very flattering the last meeting of the book in the year of the year, the finalization of the future intelligence department is the temple, under the jurisdiction of the Northern Army, the South Army, the people, the official Love, four divisions. Which of the following is an opiate that elevates mood and eases pain? Let s not fight back next time The prince was silent for a while and threw a message The prime minister insisted that you should go to the Ministry of Housing to study, and said that you should let Tian Yinong personally teach you.I was amazed, but still smiled and said I am Qin Qin, the emperor of the Qin Dynasty, dare to ask the adults to be famous A few people are a little scared, and one of the highest grades is the tremor When you go back to the temple, the name of the minister is Zhu Gui, and the priest is the priest of the ritual patrol.Nine people flatter him together, can you not be hot Although because of that violent incident, Qin Lei has been regarded as a beast by the adults in the hall.
The fire is crazy otc erection pills that work, Xiao Yan is getting deeper and deeper into the nine secluded Huangquan, but with his deeper and deeper, the kind of chilling power is also a geometric surge, and later, even Xiao Yan, They have to go all out to run their vindictiveness and shake off the chilly gas that invades the body. Vigor x plus Just when Xiao Yan was troubled by the difficulty of the nine secluded Huangquan, a subtle abnormal noise suddenly spread into his ear, and now it was suddenly noticed that the water flow behind him suddenly increased rapidly.A punch hit the black shadow, Xiao Yan came and dive, it was suddenly felt that this stream of water became agitated, and immediately, in the view of its vision, a black and black cloud, suddenly filled quickly Come.These strange snakes, when they are still far away from Xiao Yan, open their mouths, and suddenly, countless deep black water arrows are sprayed from these strange snakes.Quantity Can t get entangled with these strange things, otherwise it s too tempting Xiao Yan s body shape, the speed suddenly soared, turned into a flash of lightning, the tearing of the lake, the rushing to the bottom of the nine secluded yellow springs, but facing his escape, that writes weird The black snake is also rapidly turning and chasing after the overwhelming.
The ancients are indeed the most stable race among the eight ethnic groups pe before and after, but the souls are too mysterious In this world, people who really understand them, I am afraid there are only a handful Xiao Xuan sighed and saw Xiao Yan Wrinkled brows, waved his hand and said Before you have not reached the fight, try to be careful, you have the Tuojia Gudi jade in your hand, the soul family will come to you Xiao Yan nodded, and he knew in his heart that between him and the soul, whether because of the grievances between the two races or other personal reasons, these guys would not let him go easily, but this is not possible. Make your dick bigger pills Becoming the reason for his withdrawal, as long as he has not really reached the final step, then he will never be soft, even if his opponent is the most mysterious soul of the ancient eight You have entered the tomb of the heavens for two years, and for nearly a year, you will be sent out.The first thousand three hundred and forty two chapters activate the family pattern Xiao Yan s eyes stunned from the hand of Xiao Xuan s scroll, which was covered with flame lines.
Didn t care about the old drug max stamina go all night reviews, Xiao Yan shrugged his shoulders, and the palm of his hand reached into the sleeves and smashed the swallowing of the body. Enhancerxtm pills Maybe it will be the level of fighting kings The old man smiled and said When she enters the peak stage, even if she is a strong fighter, she would not dare to marry her.Grinning and smiling, Xiao Yan carefully put the colorful swallows into the sleeves, looked up at the cliff in front of him, staring at the drifting clouds, lazy Twisted the neck, silenced for a while, whispered Teacher, about three years from the date, how much time is left Two months.Two months Smiled lightly, Xiao Yan s finger flicked in the ring, the huge black ruled again appeared, the palm gripped the shank, slammed down, a huge stone at the foot, immediately Cracked open.Nalan is stunned, in the last two months, you, can you be ready Between the distant forests, a test flight of the eagle, at the tip of the tree Sectional reading 152 On the top of the effort to flap the wings, a sharp eagle screamed and screamed, and immediately struggled with the wings, suddenly skyrocketing Chapter 236, Goodbye Ice King Where the desert meets the land, occasionally a few blue grass leaves are dotted on it.